sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Brain Freeze

Embora nunca o tenha dito, acho que está mais que na hora de sair do congelador e assumir que... sou viciado em gelado. Qualquer tipo de gelado. Aliás, na minha roda dos alimentos, um dos grupos alimentares está estritamente reservado para o gelado. Chego até a fazer dele a minha ceia (e às vezes pequeno almoço). Quando chego do ténis não bebo água, como gelado. Sei, no entanto, que um indivíduo saudável deve primar pela variedade na sua alimentação, pelo que eu faço um esforço por não repetir sabores, muito menos quando estão envolvidas três bolas no mesmo copo ou cone.

Independentemente de uma pessoa normal ser capaz de comer todo o tipo de gelado que lhe apareça à frente, em qualquer sítio e a qualquer hora, há sempre uma gelateria e determinados sabores que constituem os nossos favoritos. Na minha cidade, esse local é o Pzl; não tentem convencer-me de que os do Ppl ou os do Ctl são melhores, porque não são.

Como é comum nestes locais, há sempre uma secção com aproximadamente dezanove metros de comprimento por nove de largura, com cerca de cento e quarenta e duas variedades diferentes de gelado. Como sou jovem e preciso de me alimentar para ter força e estar bonito, peço sempre em média três bolas. Os meus sabores predilectos são mas é um pouco banais. Os titulares são sempre chocolate e café, rodando o suspiro (é fantástico, tem bocadinhos gigantes de suspiro e tudo), caramelo e morango na terceira posição, conforme o estado de espírito.

A certa altura comecei a ver que nunca alternava as minhas escolhas, caindo invariavelmente na rotina. Como sou adepto das emoções fortes, e perante tanta variedade à minha disposição, comecei a fazer umas mudanças. Às vezes bubble gum, outras melancia (óptimo mas um bocado enjoativo; no Ctl este sabor não se chama melância, chama-se remédio, blhurrrk), outras cookie, etc. Mesmo que uma vez ou outra descobrisse um sabor que me agradava plenamente, o conjunto não me satisfazia. Para além disso, o novo sabor descoberto nunca combinava tão bem com chocolate e café como o suspiro, morango ou caramelo.

Ainda que, após decidir arriscar, a descarga de adrenalina fosse enorme, dava sempre por mim a desejar ter pedido os mesmos confortáveis sabores. Infelizmente, acho que estraguei umas das sinapses mais importantes do meu cérebro, aquelas que determinam a ordem de pedida dos gelados. Não sei o que se anda a passar com o meu cérebro que, apesar de ter passado dois minutos a decidir o que ia escolher, quando a empregada me pergunta o que vou querer, me atrapalho todo. Esqueço-me completamente do que ia pedir e acabam por sair da minha boca coisas sem nexo, como bacon, açafrão e noz moscada, ou até nata, maçã e limão.

Agora expliquem-me: se eu nem pedir sabores de gelado em condições consigo, como é que conseguirei agradar a uma mulher, tarefa essa ligeiramente mais complicada e importante? É que já há várias semanas que não como chocolate e café, acabando o gelado com um triste suspiro...

5 comentários:

NI disse...

Pedro,não fiques tão preocupado.

O problema do teu cérebro é andar perto das nuvens.

No que diz respeito a como agradares a uma mulher podes começar por lhe oferecer um gelado.

2 gajas super mega ri idiotas disse...

Para agradar a uma mulher, às vezes basta dizer coisas sem nexo mas com piada... vá lá, não tenhas medo de a chamar de melancia enjoativa, lol

Borboleta Azul

O pensador disse...

Para agradares a uma mulher,poderias lhe perguntar por exemplo,se ela quer provar o teu gelado...(com sabor a Banana...hehehe...)

Brinco,mas é evidente que isso não vai resolver o teu problema.
Mas olha...aqui vai uma sugestão!
Já que gostas de gelados e queres conquistar uma mulher,quando o tempo aquecer um bocadinho,experimenta espalhar um pouco de gelado sobre o ventre de uma mulher (ou no rabinho...mas não nos seios porque é demasiado frio e pode magoa-la..)...e come-o docemente...vais ver como ela fica louca por ti!

Digo Docemente mas não em demasía!
Sabes como é!..aquilo com o calor derrete depressa...

:-)))

Pedro M. disse...

Err... vou ser frio, mas só porque pensava ter sido mais claro. Eu não preciso que ninguém me ensine a conquistar uma mulher (era só o que faltava!), tirando sugestões para uma receita culinária ou outra.

Era apenas para ilustrar o facto de ser incompreensível eu ser capaz de certas coisas, e depois para pedir um mero gelado, bloqueio completamente.

A sugestão do Pensador então... Vá, continuem-me a passar atestados de incompetência que eu gosto, vou até fazer de conta que não se passou nada.

Jasmim disse...

lolll!! Eu não vou dar conselho nenhum nem passar atestado de incompetência (mas às vezes estás mesmo a pedi-lo, ehehe)...Também sou maluca por gelados!