quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Um dia destes...

... gostava de ser velhinho, olhar para trás, e saber que marquei a diferença (e não me babar e poder desenrascar-me sozinho).

... gostava de sentir que os meus netos se orgulham do avô (e, por causa do ciuminho, se fosse só mais um bocadinho do que do avô do outro lado da família, já era fantástico; sou mesmo mau, não sou?).

... gostava de acordar com cinquenta anos, ter vivido muitas coisas, e ter força para viver muitas mais (e jogar ténis ainda com bastante vigor, e não como os senhores que estavam no campo há duas semanas atrás, que nem mesmo a jogar a pares conseguiam chegar à maior parte das bolas).

... gostava de saber que os meus filhos fizeram metade dos disparates que o pai fez (e que tenham o dobro do optimismo).

... gostava de olhar para os meus filhos, ainda pequeninos, e fazê-los rir até a coca-cola lhes sair pelo nariz (mas não lhes vou dar muita; quem tem sede bebe água ou leite, quanto muito sumo de laranja espremido pelo pai ou pela mãe).

... gostava de ser feliz a fazer aquilo que me apaixona (porque se o dinheiro não nasce nas árvores, a realização profissional também não, embora eu tenha trepado já a umas quantas para tirar as minhas dúvidas).

... gostava que passeasses comigo, que me agarrasses a mão, e que me dissesses algumas das coisas que já te imaginei a dizer (como por exemplo "está fresquinho e parece que vai chover; estas mudanças repentinas de temperatura são mesmo desagradáveis, ainda bem que estás sempre ao meu lado).

Um dia destes, gostava que gostasses muito de mim :)

12 comentários:

Anónimo disse...

Mas eu gosto... é pena é k não estejas a falar de mim...

Anónimo disse...

Vou dizer-te um segredo, que acho que não é bem segredo porque toda a gente sabe mas, quando tu deixares de gostar dela ou pelo menos deixares de demonstrar o que sentes, vai ver que vai ser nessa altura que ela vai querer alguma coisa contigo. Porque enquanto tu estiveres "certo", ela não tem que se preocupar, porque sabe que gostas dela porque estás ali à disposição. Não é por maldade, nem deve ser consciente mas é assim que nós somos. Quando o primeiro interesse não parte de nós, nós só gostamos, pelo menos ao início, de quem dá luta. Se quiseres podes apagar este post, é só mesmo um conselho de quem conhece mt bem a "raça feminina".

Eu não te conheço de lado nenhum, nem conheço a vossa história, posso estar errada.

Joon disse...

Pedrocas, também podes apagar este post, mas... o último anónimo, sabe-a TODA!! Eu não diria melhor...

Jasmim disse...

Não sei não... "a raça feminina" não é toda igual...apesar de concordar que às vezes funcionamos mesmo assim. Se fosse comigo, derretia-me com este adorável post.

Sahara disse...

Pedro,

eu não te conheço pessoalmente, mas pelo que demonstras aqui (e eu acredito que é tudo verdade) pareces um rapaz que toda a mulher gostaria de ter ou como amigo, ou como irmão ou como namorado.

Se até ao momento não colheste nada com a dita, estou de acordo com a anónima. Provavelmente não é a pessoa certa.

Desculpa o conselho não pedido. Provavelmente não era bem isto que querias ouvir, mas sinceramente é o que eu penso.

Depois de tudo o que já escreveste e demonstraste qualquer mulher interessada já tinha cedido. Acredita

Desejo-te boa sorte, mas tenho para mim que não é a melhor aposta.

Ps: se apagares o comentário tudo bem, eu compreendo!

Beijo

O pensador disse...

Pela leitura que faço,diria que gostarías de olhar para trás um dia e ter um sentimento de vitória...

Gostarías de sentir que a tua vida teve um balanço positivo,que fostes importante para outras vidas,que as tuas ideias e os teus ensinamentos foram assimiladas(os) por outras pessoas...

Gostarías de sentir que alguém te amou de verdade...

Gostarias de sentir que a tua vida não foi desperdiçada e que valeu francamente a pena..

Gostarías de chegar ao fim da tua vida e ter o sentimento de missão cumprida...

Como eu te entendo Pedro!

solo disse...

perdoem-me a vulgaridade do que vou dizer mas:

os homens que comentaram este 'post' assim como o comentado estão a precisar de ir às putas

as mulheres estão a mentir.

Pedro M. disse...

Servindo-me da sua experiência, há alguma casa da especialidade que recomende e se destaque das demais?

solo disse...

nem por isso, não sou tão experiente nessa matéria (casas da especialidade) como desejaria;

seja como for, li com mais atenção os comentários e continuo a pensar a mesma coisa - rapazes, curtas, mulheres, iguais;

no entanto esqueci-me de dizer que gosto muito da frase: "um dia destes, gostava que gostasses muito de mim" que foi aliás o que me fez vir aqui parar (estava escarrapachada num outro blog)

contudo, não é nada (esse meu gosto pela frase) que uma ida ao tal sítio não cure.

Pedro M. disse...

Nunca achei muita piada à prostituição. Gosto mais de cerveja e tremoços (mas só Super Bock). Dão mais luta.

*tεrεsα* disse...

Pedro,

já lhe deste a entender que gostas dela? Melhor: Foste directo?

Se já procedeste assim e ela ainda não demonstrou interesse, só te posso dizer isto:

Pra frente é que é caminho. A vida é para ser vivida e não ficar preso a "Ses" ou "Mas".

Tens ainda só 26 aninhos e hás-de encontrar quem te mereça. E pelo que leio aqui nos teus posts não será difícil.

Mas para isso tem de haver oportunidade e não ficares agarrado a amarras antigas.

Ab.

mafalda disse...

um dia deses também gostava que gostassem de mim assim =)

linkei no meu blog, espero que não haja problema

http://maphalafora.blogs.sapo.pt