quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Feliz Dia Dos Namorados!!!!! =)

Odeio o dia dos namorados. É bom que não haja casalinhos felizes a atravessarem-se à minha frente hoje. São capazes de sofrer represálias.

A primeira vez que tomei um contacto mais real com este famigerado dia foi numa altura em que tinha acabado de mudar de escola e de turma. Para meu espanto, nessa escola, havia uma caixinha do dia dos namorados, podendo qualquer um ir lá deixar a sua carta para a sua pita metade (ou pito). Meia dúzia de anormais estavam encarregues de distribuir as românticas cartinhas pelas diferentes salas.

Chegada a hora da verdade, passadas as primeiras distribuições, recebi a minha primeira carta. Não percebia como é que isso era possível, mas fiquei completamente aos pulos. Há que ter em conta que eu era o crânio daquele grupinho horripilante, sendo, portanto, o mais gozado por todos. Entretanto, recebo mais uma. E outra. E quando dei por mim já tinha nove cartas dentro da mochila (sim, porque eu não as queria ler ali à frente de toda a gente).

De repente, um dos colegas daquela turma que eu odiava mais (espero que ele neste momento seja um infeliz, detesto-o) roubou-me a mochila. Saca de uma das cartas e começa a ler em voz alta. Começou-se toda a gente a rir de mim, professora incluída (também olha que eras mesmo suburbana, coitadinha). Digamos que o conteúdo mais soft da carta era a passagem "meu amor, meu penico voador". Imaginem agora o resto.

Fui humilhado em frente àquela turma de gente merdosa. Sim, gente merdosa. Ignorantes, burros, feios, mal vestidos, de classe baixa. Era facílimo ser-se o melhor aluno dali. A única coisa que me consola é o facto de, tirando uma ou outra pessoa, os outros chungosos estarem à partida destinados a ser para sempre uns falhados.

Ainda bem que assim é.

8 comentários:

Joon disse...

É DESTA! vou deixar de ler o teu blog, pelo menos enquanto estou a trabalhar...

Ainda sou despedida... ou morro sufocada a tentar controlar as gargalhadas que me provocas!!!

M. disse...

LOOOOL... já ri tanto! mas tanto! Já agora, que escola é essa? Coitadinho do Pedro, tão traumatizado...

Rita Marques disse...

Vamos ver quem é que vence na vida... se tu, se eles... e essa prof, ja foi despedida?

Fica bem, e nao odeies tanto o dia dos namorados... é um dia como outro qualquer ;)

Força ;)

Cristina disse...

Errr... isso de repente faz-me lembrar o estranho costume de todas as raparigas da minha turma - eu, incluída - escrevermos umas às outras. Assim ninguém ficava triste por não receber uma cartinha. Mas havia a diferença que éramos quase todos amigos desde o berço. Kiss

Paris disse...

Também já passei por algumas, mas sempre me deu um certo conforto saber mais cedo ou mais tarde, eles se revelaram ser exactamente isso tudo que descreveste.

Peppermint disse...

Hehehe.... não resisto. Tá demais!

Artemisa disse...

Wow...e eu a pensar q era traumatizada por ser a miúda-com-óculos-E-aparelho e nunca ninguém me escrever nessas estúpidas trocas de bilhetinhos...
By the way, quem teve a ideia de criar a troca de cartas devia ser empalado :p

teetee disse...

Pela primeira vez nos últimos anos tive a sensação de detestar este dia! E ainda me convidaram para um jantar de "encalhados" que horror!!!Já não se pode não ter namorado por opção própria!! quando se chega aos 30 parece que é obrigatório ter um, nem que seja só para enfeitar o móvel da sala!!

beijinhos,

tee