segunda-feira, 10 de março de 2008

Festival RTP da Canção 2008

Se era para fazer músicas tão ridículas, teria sido bom, pelo menos, que tivessem escolhido apenas gajas podres de boas para as interpretar e, de preferência, nuas. É que, e tirando a opção de mudar de canal (que derrota o princípio da questão), apenas tenho o poder de baixar o volume, de modo a tornar a emissão mais agradável. Não havia valores de contraste ou de luminosidade que tornassem aquela piroseira menos intragável.

Sem comentários: