sexta-feira, 2 de maio de 2008

De novo a Rita Mendes

Em Janeiro ou Fevereiro, enquanto aguardava numa sala de espera de um hospital, peguei na revista VIP, ou na Caras, ou numa paneleirada qualquer dessas (já não estava ninguém a ver).

A minha querida Rita Mendes tinha lá uma entrevista. A grande reportagem devia-se ao facto dela ter decidido colocar 250 extensões. Realmente se há pretexto para um entrevista, esse é um deles.

O que eu gostei mais foi da parte em que a coitadita se queixava de que ao princípio tinha sido muito complicado adaptar-se ao novo cabelo, visto que "não tinha posição para dormir". Felizmente, "valeu-lhe o apoio da família e do namorado".

Eu percebo. O cabelo dela estava naquela fase em que nem está comprido, nem curto. Face a um problema desses, uma pessoa tem mesmo de tomar uma atitude. Só é pena que essa atitude se tenha traduzido num formato de cabeça apenas comparável a um abajour xl.

A sério, Rita, há 11 anos atrás eu adorava-te, mas cada vez me surpreendes mais :-/

3 comentários:

Bela Sonhadora disse...

isso de nao ter posicao pa dormir foi simplesmente porque tava demasiado sexy para a deixarem de dormir (ou entao nao :p)

NI disse...

O que mais me surpreende sáo os temas que as revistas acham interessantes.

Pedro, se a menina afirmou "valeu-lhe o apoio da família e do namorado", então tens toda a razão em estar surpreendido. É, de facto, um motivo forte para reclamar o apoio familiar.

Chiça....

O pensador disse...

Pedro, se o destino predilecto destas revistas é a casa de banho (ou consultórios médicos, o que vai dar ao mesmo..), os temas (e os entrevistados)tinham forçosamente que ser escolhidos mediante a sua finalidade, não te parece?

Não te preocupes que vem ai uma crise alimentar e a Rita Mendes vai ter mais com que se preoccupar..