quarta-feira, 14 de maio de 2008

Um ano depois de começar...

Faz hoje um ano que parte de mim começou a sair cá para fora, independentemente de ter sido a parte mais palerma.

Desde cedo, senti que tinha a obrigação de partilhar tudo aquilo que tenho de bom com as pessoas que me rodeiam. Em vez disso comecei um blog. Em parte foi por despeito, por achar que era capaz de fazer muito melhor do que todos os outros blogs que me tinham mostrado (ainda está por provar). Por outro lado, tinha acabado de ir a um casamento, sendo que a história que trouxe de lá para contar era, na minha opinião (provavelmente só na minha), digna de figurar no livro de leitura da 4ª classe (ai agora diz-se 4º ano; estamos muito finos mas mais burrinhos). Desta forma, como se pode inferir, o despeito acaba por não se revelar como uma razão assim tão má como se pensa, quando se acaba por demonstrar iniciativa própria.

Foram 12 meses carregados de posts, uns mais interessantes, outros mais interessantes ainda do que os apenas interessantes, em que um vastíssimo leque de assuntos foi abordado. Assim de repente, só me lembro de ter falado em comida, embora tenha a certeza de que, carregadinho de intelectualidade como sou, deva ter falado de outras coisas numa ou noutra ocasião.

Podia ter escrito 200 posts num ano se me tivesse esforçado o suficiente, o que daria azo a que começássemos todos a chorar com a coincidência de números redondinhos. Infelizmente, foram só 199. Mesmo assim já dá uma média de 0.5452054795 posts por dia.

Acho que estou de parabéns. Não há assim tantas coisas na vida de que me possa orgulhar de ter mantido durante tanto tempo, tirando os estudos, uma das minhas namoradas, a minha higiene pessoal, e a minha paixão por omelete com salsichas e batatas fritas. Por ordem de relevância:

1º Omelete com salsichas e batatas fritas
2º Blog
3º Higiene Pessoal
4º Estudos/Namorada

Obrigado a todos os que lêem religiosamente este blog. Se vocês tivessem coisas de jeito para fazer nas vossas vidas, já não vinham cá parar, e eu não teria motivo para continuar a escrever. É que se ser-se idiota já é triste, sê-lo apenas para as paredes é ainda mais deprimente. Mais uma vez, muito obrigado.

Vêmo-nos por mais um ano?

8 comentários:

Maria disse...

Acho muito bem que escrevas mais um ano, até lá pode ser que a minha vida se torne menos triste hehe, ou eu arranje mais coisas para fazer.
Beijinhos de parabéns, que continues a gracejar-nos com as tuas inutilidades.
Maria Pilar

NI disse...

Comigo podes contar. Quanto mais idiotas juntos melhor.

Sahara disse...

Podes contar com isso! :D
Parabéns!
E fico contente que tenhas conseguido manter a tua higiene pessoal por mais de um ano! :P

natividade disse...

espero que por muitos mais!!!

Red disse...

tu conseguiste manter a tua higiene pessoal por mais de um ano...? fraco. cedes muito facilmente. ;P

Anónimo disse...

Ora então, parabéns! Muitas palermices inteligentes!
A propósito, estive vai não vai para te fazer uma "proposta de namoro"... mas como pude ver agora, as coisas por esses lados não são lá muito duradouras... Talvez fique para mais tarde! ;)

EA

zé disse...

Pedro
Tal como tu, eu também fiz 4ª Classe, apenas alguns anos antes...
e fui verificar a tua conta, e descobri que a tua calculadora tem mais casas decimais!
Continua

SMS disse...

Este blogue é mesmo bom. Faz-me rir alto. Ainda bem que vai continuar.