domingo, 1 de junho de 2008

Falsos sinónimos

Quando era pequenino, tinha uma grande dúvida (para além de não saber que aspecto tinha uma mulher nua). Para mim, sempre que alguém matava um homem, esse alguém era um assassino e cometia um assassinato. No entanto, na televisão e nos jornais era raro falar-se em assassinatos. Falava-se sempre em homicídios.

Agora já sei que um homicida é uma pessoa que é amadora, a quem calhou matar alguém por necessidade, azelhice ou apenas como hobby. Já um assassino é um profissional como deve ser, que mata porque é pago para isso, já que a vida está difícil e uma pessoa também tem quereres, quanto mais não seja conhecer aquilo que existe para além de Badajoz ou Sevilha.

Sem comentários: