quarta-feira, 4 de junho de 2008

És jovem?

És jovem?

Tens sonhos?

:: Tirado do Dicionário da Língua Portuguesa, 6ª edição, Porto Editora (eu sei que já podia estar um pouco mais actualizado) ::

sonho, s. m. actividade mental não dirigida, que se manifesta durante o sono, pelo menos nas suas fases mais profundas, e de que se pode conservar, ao acordar, uma certa lembrança; conjunto de ideias e de imagens que perpassam no espírito durante o sono; (fig) fantasia; devaneio; ilusão; utopia; pl. bolos fofos de farinha e ovos, fritos em azeite e passados depois por calda de açúcar. (Do lat. somniu, «id.»).

Em lado nenhum se fala aqui em fadas, bom karma, justiça, empreendedorismo, recompensa e ser-se feliz para sempre.

Acordem. Os sonhos não se realizam para a grande maioria das pessoas, e normalmente por duas razões. Das duas uma: ou somos imbecis, ou estamos rodeados de imbecis, que em nada colaboram. Ou então são como eu. Já não basta ter a noção do meu grau de imbecilidade, e ainda tenho de estar rodeado deles.

1 comentário:

Jasmim disse...

Hmmm... então os imbecis que atingem os sonhos? Ficam em que categoria? Sortudos, indivíduos "com o rabinho virado pra lua"?
Muito bom!