segunda-feira, 13 de abril de 2009

O prazo para as candidaturas ainda não expirou...

... mas importa já fazer alguns esclarecimentos. As respostas ao post foram muitas e eu não gosto de escrever demasiado na caixinha de comentários, por isso responderei aqui, ao que achar pertinente.

A todos os que me desejaram boa sorte (Abobrinha, RJ, busycat vezes 2, soninha, Nat, Rita, Carlos Rangel e Anónimos/as vários/as), fica desde já o meu agradecimento. Acho, no entanto, que os votos de felicidades deviam ser direccionados às candidatas, já que ficam aqui com uma coisita maneirinha, pelo menos por uns tempos. Vejo por aí tanta gaja atracada a cada anormal, que fico pasmo.

Passo agora a responder às mensagens mais detalhadas:

Abobrinha: eu nunca tive sorte com Marias, e não é por isso que, ao ver uma Maria da Conceição com um grande par de chuchas, não vou tentar a minha sorte. Os nomes não determinam o carácter das pessoas, por isso aconselho-te a não excluires uma pessoa só porque se chama Maria (coisa que, no teu caso, era capaz de ser sexy levado à letra). Se deu mau resultado é porque, infelizmente, a maior parte das relações não foram feitas para resultar. Ou se tem muita sorte, ou se se conforma com o que se tem, ou então há que dar muito à bomba para encontrar o pipo certo.

de Marte: Juro que não conheço a tua mãe. Tu não me digas que sabes jogar bem ténis, e eu passo logo a querer conhecê-la. A tua candidatura já devia estar no meu mail há que tempos. Preguiçosa.

Eu mesma!: Daí eu ter colocado um pormenor na idade. Eu abro excepções (tanto para cima como para baixo) nesse pormenor, se o resto bater mais ou menos certo. Se eu conhecer uma pessoa, não saber que idade tem e ficar entusiasmado, não vou desistir depois só porque tem 29 ou 21. Mas sim, assumo perfeitamente que as prefiro mais novas, se estiver a basear-me apenas em características mais superficiais. A resposta à Sofia, mais abaixo, explica (apenas em parte) a questão da idade.

Maria Eva: Eu nem gosto muito de cerveja, mas tremoços é romântico. Não me venham dizer que não é. E porque é que havias de ser excluída só por te teres rido? Imagina nós os dois, à beira mar, eu a tirar a casca de 7 pevides e a dar-te as 7 ao mesmo tempo à boca, só porque uma não enche a cova de um dente e não quero que tenhas todo o trabalho a descascá-las. Hã? Não é lindo?

Anónimo(A, espero) do sexo: jantares fora estão incluídos se não forem demasiado frequentes e se não for sempre eu a pagar. Era só o que faltava eu ser daqueles que perpetuam o estereótipo do homem que paga tudo só para ficar com imagem de querido. Assim como gosto de estar contigo, espero que gostes de estar comigo. O dinheiro interfere com isso tudo. Noites inteiras de sexo estão incluídas também se não forem demasiado frequentes. É que isso da a entender que é todos os dias. Assim farta, para além de que eu também preciso da pila para fazer chichi. Eu prefiro que as coisas sejam naturais e inesperadas. Ora horas na cama, ora 5 minutos no cubículo de provas da maximo dutti, não nos vá alguém apanhar, ora meia hora na praia com o meu rabo a apanhar solinho (adoro) e tu enroscada em mim e na toalha... Há que variar. Prendinhas? Isso já soa mais a namorada do que a amiga colorida. Prendinha de vez em quando e sem qualquer tipo de obrigações. Fins de semana fora? No way Jose. Isso é definitivamente de namorada. Vamos com calma que o serviço é para ser bem feito, não gosto de coisas às três pancadas.

Sandra: diz o roto ao nú. Tú também tens cá um feitiozinho que vai lá vai. Além disso, na maior parte dos casos, eu até sou bem fácil de se lidar (e de levar para a cama), a juntar ao facto de ter uma paciência considerável para as vossas merdas (embora tenha menos, desde que abri os olhos).

Sofia: Tenho de admitir que me sinto intimidado com mulheres mais velhas. Se não têm, deviam ter uma bagagem que eu ainda não tenho, porque sou e serei sempre um miúdo. Além disso, nas nossas idades, basta ser um bocadinho mais velha para se estar numa posição mais estável na vida, coisa que também me faz comichão (nisso sou machista), tendo em conta que estabilidade, não tenho nenhuma ainda. Gosto de estar numa relação com uma pessoa que esteja mais ou menos ao mesmo nível, mas não muito à frente, senão parece que ela é minha mãe porque já viveu mais e é mais segura e eu que esteja caladinho porque não sei como se tiram manchas amareladas de cortinados. E que horror que nunca me sei comportar e que tou sempre a fazer e a dizer disparates, porque tou. Agora, ter um casito com uma trintona jeitosa, isso já não dizia que não. Ia era levar a coisa demasiado na descontra, para contrariar os meus complexos/preconceitos e porque, seja como for, não seria coisa para durar muito tempo. Mais vale estar à vontade e aproveitar.

Soninha: Gajo porreiro e com talento. Educado quando é preciso. Labrego quando é preciso, mas sem ter nascido com o gene matarruano. Faço piscas nas rotundas se isso for importante para ti. Resumindo, uma boa companhia durante os primeiros três meses.

AnónimA 2: 25 é uma idade agradável. Engenharia Informática agrada-me. Quando era puto dizia sempre que queria tirar isso, só porque gostava de jogar e porque sabia fazer umas rotinas simples como um raio em basic. Hoje em dia, se calhar, afinal era capaz de não ter sido uma decisão assim tão má. És capaz de ser daquelas que fala comigo sobre o seu emprego e eu, mais do que fazer de conta que oiço (sou óptimo a fingir isso), acabo mesmo por ter algum interesse. Mamas 38C... Eu gosto de mamas, mas será que isso não é um bocado demais para mim? Gosto de conseguir agarrá-las com a mão, e não apenas segurá-las. Seja como for, uma pessoa não pode já estar a dizer que não. Isto agora só vendo (e mexendo). Mais inteligente do que eu? Sim, é possível. Não é provável mas é possível. E, mais uma vez, uma rapariga muito mais espertalhaça do que eu é coisa para me deixar intimidado (acho eu, também só experimentando, vendo e mexendo), daí ser um dos requisitos. Nem burra nem croma. Parece-me, no entanto, uma boa candidatura. Venha de lá esse mail (se é que não veio já).

R: Por acaso este concurso público não é como daqueles de emprego em que se controi um perfil só para não dar espaço a que outras pessoas tenham hipóteses. Tentei até não ser demasiado esquisito (notou-se algum bocadinho?).

Andreia: Preferia que a entrevista não contemplasse sexo. Ainda sou adepto dos primeiros encontros curtos e constrangedores. Um café ou coisa do género. Quando se começa logo a aviar salsicha perde-se muita coisa boa, no que diz respeito a conhecer uma pessoa pela primeira vez. Parafraseando um amigo meu, com calma vive-se mais tempo.

João Marques: isso é um sonho impossível para a esmagadora maioria dos homens. Nós a mudarmos de década e a comermos sempre moçoilas na casa dos 20. L I N D O.

Sirigaita: Se um dia vires que estás a passar fome, eu faço como o São Martinho. Paramos no meio do pinhal, estendo a capa no chão para ti, e dou-te a merenda. Foi isso que ele fez ou sou eu que me estou a lembrar mal, correndo o risco de parecer ordinário? É que eu não sou ordinário. Sei ser mas não sou. Não sou não.

17 comentários:

Adriano Simoes disse...

Pedro:
Depois manda as candidaturas não vencedoras para aqui.

A concorrencia agradece, já que a mão-de-obra está escaça.


Cumprimentos.

Maria Eva disse...

Lindo e romântico! Sem dúvida :D

Eu mesma! disse...

Ora bem....

então considero que caso não te importes com a questão da idade..... podes assumir a minha candidatura...

embora a questão da distãncia possa ser problemático :)

VCosta disse...

Espero realmente que encontres alguém... a maior sorte do mundo!

miúda gira disse...

Estou emocionada com tanta boa vontade de parte a parte. Simplesmente divinal! Boa sorte nisso.
De onde é que tu és mesmo?

R disse...

Ahhh então ainda há esperança!

Quem resiste a uma frontalidade tão enternecedora e simultaneamente tão provocante?!

Count me in! :P

R disse...

Afinal... é inútil resistir... :P

Sofia disse...

Oh God! Com uma resposta destas depois não venham cá com tretas a dizer que nós é que somos esquisitas, sim?

Abobrinha disse...

Pedro

A maior parte das relações não foram feitas para resultar... acredita, eu sei! E não foi por falta de tentar nem de acreditar que um dia havia de encontrar alguém de quem gostasse mesmo!

OK, eu vou assumir que o teu segundo nome é mais promissor que o primeiro (e alimentar a secreta fantasia que sejas realmente o Joaquim Gaspar a tentar arrastar a asa para o meu lado)! Mas não vou assumir a candidatura nos teus termos: tens que ser tu a lançar o convite (o meu e-mail está no perfil)! Não leves a mal: é um pouco como aquelas grandes empresas que convidam os melhores alunos. Não te esqueças que até tens grandes hipóteses, porque vagou um lugar na minha lista de telefones (e por acaso nem era um Pedro!).

Já agora, e tu vales alguma coisa? Que és um castiço é verdade (não continuava a seguir o teu blogue se não achasse isso, mas... e o resto? Mas também não te preocupes, porque eu não sou assim tão esquisita.

E se não me mandares um e-mail a formalizar a candidatura, boa sorte à mesma. Porque és um querido e porque quantas mais pessoas felizes houver por aí, maiores são as minhas hipóteses de ser feliz também, mais que não seja por contágio. Pelo menos é uma teoria que eu tenho.

m_I_a disse...

Acho o "concurso" hilariante...Só acho que devias colocar uma foto tua (isto de concorrer às cegas não tem piada nenhuma):P. Estou a brincar, nem sequer preencho os requisitos da idade (meros 20 anos...).
Boa sorte para ti ou para as candidatas, como preferires

de Marte disse...

va, fotinho aí de peitaça ao léu. uma de rosto (sem photoshop) e uma de corpo. :)
é justo!
se queres das candidatas tens de cooperar...

Sofia disse...

É isso mesmo! Sê homenzinho e mostra-te, vá!

Andreia disse...

Estou a ver que é só garganta! ;)
Gostei da resposta. Felicidades

Rita disse...

Eh! Eh! Eh! Isto promete...

RJ disse...

Aguardo ansiosamente as cenas dos próximos episódios.

Abobrinha disse...

Pedro

1. Não me chamo Maria. O meu nome por acaso é bem mais giro e original. Curiosamente não é Abobrinha, mas convenhamos que Abobrinha é um nome giro para um momento de paixão (mas o meu nome verdadeiro também!)

2. "5 minutos no cubículo de provas da maximo dutti". Tem que ser na Maximo Dutti? E 5 minutos não levantará suspeitas? Não te consegues despachar mais rápido?

3. Odeio prendinhas! E não me agrada a chulice de ser um a pagar a refeição. Eu sou democrática: paga-se a meias!

4. Eu também não sei tirar manchas amareladas de cortinados. Mas não é problema: eu não tenho ainda cortinados! Aliás, eu tenho um problema com comprar cortinados, tapetes e candeeiros. Sim, eu admito que sou um pouco estranha.

5. "eu não sou ordinário. Sei ser mas não sou" Isso dá jeito de vez em quando!

6. Concluí que quase todos os blogues são para o engate. Sendo que o teu está simplesmente a ser honesto! E eu gosto muito de honestidade e pouco de quem a finge.

Ainda não formalizaste a TUA candidatura no meu e-mail, mas apeteceu-me escrever uma adenda ao que escrevi no outro dia.

Sandra disse...

Quanto á´resposta em meu nome só tenho uma coisa a dizer... KIK eu admito o meu mau feitio, e tu não...