terça-feira, 27 de outubro de 2009

E a pergunta do século é:

Qual será a linha de pensamento das pessoas que, em situações sociais, utilizam gorros e bonés com palas laterais para as orelhas? A pergunta ganha ainda mais pertinência se concentrarmos o estudo especialmente nos jovens, que serão supostamente mais esperançados e terão mais optimismo na realização de sonhos.

Já agora, se tiverem amigas assim, coloquem aqui os seus contactos. Com essas devo ter claras hipóteses de sucesso no que diz respeito ao coito. No sábado até vi uma rapariga magrinha e razoalvemente gira com um quico desses enfiado na cachimoina. Na altura o meu diagnóstico apontou para distúrbios do foro alimentar (o que é uma doença óptima, ao contrário do que muita gente diz, porque assim as gajas não engordam). Sim, porque normal é que ela não era. Não é que eu seja, mas ao menos não corro o risco de parecer o primo direito do Forrest Gump.

3 comentários:

shark disse...

Bem apanhado, tovarich.
É uma carapuça bem enfiada.

João Marques disse...

Dah! É óbvio que é para proteger a tola de algo que caia de outra galáxia e passe pelo buraquinho do ozono!

Almofariza disse...

Olha lá, ando à rasquinha para arranjar uma coisa destas... Preciso urgntemente disto e lógico que na minhas Ilhas de Bruma é coisa que não se arranja.
Amanda-me uma coisa destas.
Vou para um sitio com muito frio e já estou a pensar no sofrimento das minhas queridas orelhas!

Cadês
Almofariza

P.S. Óbvio que também acho que em terras dos Continentes se use semelhante coisa só porque é moda. Moda certamente para Países de briol, não no Jardim Plantado à Beira Mar.