segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Portugal de olhos em bico

Sou um grande fã de muita coisa que vem do Japão. Não falo apenas da tecnologia, mas também da maluquice em geral. Se pudesse escolher uma cultura para conhecer, seria sem dúvida a japonesa. Nem que seja em cinzas, espero ir lá um dia.

Portanto, assim que soube que o programa "Portugal de olhos em bico" ia estrear na televisão portuguesa, fiquei logo com a pulga atrás da orelha, não pelo programa em si, mas porque sempre que oiço a palavra bico, sinto um arrepio na espinha. Nem é bem na espinha.

Aquele tipo de programa (tipo, porque isto que estreou cá é apenas um sucedâneo), faz muito sentido no contexto daquele povo. Já connosco, fica apenas aquele sentimento de vergonhinha alheia. Somos péssimos a imitar os outros, mas insistimos quase sempre em não tentar criar os nossos próprios conceitos. Isto é tão válido para as cópias de programas japoneses, como para as telenovelas brasileiras, concursos americanos ou telejornais dos países desenvolvidos e civilizados.

Com sorte, nunca deixaremos de ter Portugal, olhos e bicos. Tudo na mesma frase é que não parece ter grande resultado. Seja como for, se só se puder preservar um dos três vocábulos, que seja o bico. Porque esse, é universal.

4 comentários:

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Foi a pior coisa que vi em televisão nos últimos tempos... ainda por cima aquele palhaço que diz que sim, que é apresentador de televisão, que anda sempre de peito cheio a armar-se em intelectual, passou o programa todo a dizer "equipe". Eu que achava que aquela treta do soltem a parede era má...afinal pode sempre piorar.

RJ disse...

Adoro bicos....

Pólo Norte disse...

Eu gosto de sushi, conta?

Loonatico disse...

Programa mais intragável de SEMPRE!