segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Manual do pessimista (optimista realista)

Como descrever-se, de modo a ser reconhecido, em situação de blind date


Dê a pior descrição possível de si antes do primeiro encontro. Os possíveis desfechos serão todos igualmente positivos:


a) A visada irá com baixas expectativas e será agradavelmente surpreendida, fazendo com que a representação do gráfico de performance seja uma recta ligeiramente ascendente.

b) A sua descrição, muito provavelmente, irá corresponder à dura realidade. Parabéns; o seu sentido auto-crítico é fenomenal. Afinal há coisas na vida em que é bom.

c) Ela irá desmarcar, com medo do choque inicial. Deste modo, acaba de se poupar tempo e gasolina, reduzindo-se de igual modo o desgaste associado à circulação em estradas de qualidade duvidosa. A factura da sua próxima revisão será bem mais barata, não envolvendo gastos com velas e amortecedores.

9 comentários:

S* disse...

Eu uso a táctica a acreditar na alínea a...

Crente disse...

E as mulheres, regra semi-geral, gostam dos coitadinhos. Não sei porquê. Talvez porque depois não correm o risco de serem enganadas, já que depois poucas o quererão. Às vezes não funciona: as outras ficam a pensar nas virtudes que o dito terá, escondidas... É uma faca de dois gumes, digo.
Isto tudo para dizer que sim, que concordo. Perdi-me foi na explicação. Desculpa.

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Agora fizeste-me rir...e mais não digo. Olhe, beijos pateta

Banda in barbar disse...

Manual do optimista (pessimialista)

Como descrever-se, de modo a ser reconhecido,blind


Dê a melhor descrição possível de si antes do primeiro. Os possíveis desfechos serão todos:


a) A visada irá com baixas expectativas (quem acredita em gajos convencidos é parva)e será agradavelmente surpreendida,por confirmar que o gajo é aldrabão fazendo com que a performance dela seja entusiástica.

b) A sua descrição, muito provavelmente,não irá corresponder à dura realidade. Parabéns o seu zézé camarinhismo é fenomenal.

c) Ela irá desmarcar, com medo de não corresponder a um gajo tão bom. Deste modo, acaba de se poupar tempo e gasolina, reduzindo-se de igual modo o desgaste associado à performance e a sua próxima será bem mais barata, não envolvendo gastos com jantares nem prendas.

Mariana marciana disse...

Haaa isso seria quase perfeito mas o mais provável é:
d)A visada achar que se trata daquela conversa de treta que todos têm quando se dão a conhecer e criará ainda assim expectativas irrealistas (leia-se expectativas típicas do género feminino), no fim do 1º encontro irá pensar que finalmente conheceu o pai dos seus filhos e, finalmente, 2 meses depois irá explodir num nunca mais acabar de disparates
:D

Assim sendo: good luck!

Nota Solta disse...

Não vale a pena afastarmo-nos muito da realidade, arriscando a fracassar a possibilidade mesmo de uma situação de blind date ter lugar. A acontecer as expectativas serão altas porque se chegou aí, habilidade ou não para moderar essas expectativas é a mestria da coisa. Eu fico-me por me resguardar das altas expectativas. Assim, posso ser mais surpreendida, isto por alíneas, a alínea a+ . Já agora, boa sorte.

Francisco o Pensador disse...

Em vez da pior descrição possivel, porque não dar desde logo a descrição mais honesta?
Alguém pode se desiludir com a verdade?

Se falarmos a verdade e seguidamente for marcado um Blind date, é porque essa dita verdade interressou, certo?

Não é difícil saber criar expectátivas, mas mais difícil é saber mantê-las..

Sadeek disse...

Gastos com velas? :D

Anónimo disse...

Eu gostava é que a Marianinha comentasse o Pedro M