terça-feira, 1 de março de 2011

Portugal dos pequeninos

É complicado arranjar lugar ao pé daquele edifício. Ontem estava cheio de pressa para ir lá buscar uns documentos e fiquei surpreendido por ver um lugar mesmo perto da porta. Mesmo assim, as condições não eram as ideais. Sabem aquelas ocasiões em que tanto o carro da frente como o de trás roubam preciosos centímetros do espaço delineado em que queremos estacionar? Bingo. Começo a achar que mais vale não fazer marcações no chão. Em alternativa, pintem todos os lugares com o dístico para deficientes, que a maior parte dos condutores portugueses é, no mínimo, amblíope.

Achei, no entanto, que mesmo assim conseguiria estacionar. Eram lugares espaçosos. Cabiam ali dois smarts de lado. Porque é que o meu não haveria de caber (para os fãs da série The Office, "that's what she said")?

Considero-me um condutor razoável durante noventa e cinco por cento do tempo, sendo alvo de uns brainfarts lixados nos restantes cinco. Com sono, as percentagens começam-se a equiparar aflitivamente. Era um desses dias. Alinhei o carro com o da frente, e inicio a marcha atrás. Percebo que vou ficar demasiado afastado do passeio, sem poder fazer grandes correcções, por ter o carro de trás já tão perto. Puxo de novo à frente, meto a marcha atrás, e desta vez fico com o pneu traseiro do lado direito encaixado no passeio. Primeira, de novo, em frente.

Pelos vistos parece que devia ter cobrado bilhete. Ao lado, ao pé de uma pastelaria, estava um gajo a olhar para mim e a rir-se, aumentando progressivamente o volume, à medida que se tornava evidente que eu não ia desistir do lugar, por mais vezes que iniciasse a manobra (foram umas quatro ou cinco, o meu ego não sabe precisar). Do riso à chacota verbal foi um pequeno passo, mais pequeno ainda do que o lugar em que eu tentava deixar o carro.

Chamemos ao indivíduo chalaceiro de Playmobil, a título exemplificativo:

Playmobil: Tá difícil, ó amigo!

Pedro: ... (detesto quando estranhos me tratam por amigo)

Playmobil: Ainda bem que os dias estão a ficar maiores! Isso com calma vai lá, HEHEHEHEHE!

Pedro: ...

Playmobil: Olha práquilo, cabia ali um camiôn!

Pedro (de vidro aberto, a começar a ficar irritado): Só se for um pequenino, daqueles com que tu brincas.

O que é certo é que lá consegui deixar o carro bem alinhado, tal e qual me ensinaram nas aulas de condução. Já a risota, continuava em marcha acelerada. O gajo tinha o tronco encorpadote mas não condizia bem com o meu físico atlético, sendo até um bocado mais baixo. Fosse eu um daqueles acéfalos de ginásio (o que não significa que todos os frequentadores de ginásio sejam acéfalos) a tentar impressionar a namorada na discoteca, e passava ao pé dele de mão puxada atrás. Não, estou mais bem vestido do que ele e devo ter mais estudos - pensei eu - se fosse para sujar as mãos, sujava-se a sério.

Acho que mesmo que tivesse demorado mais tempo, o Playmobil continuaria plantado no mesmo lugar, troçando à mais pequena anomalia que o movimento urbano lhe proporcionasse. Ainda mal me tinha aproximado do carro e já se começava a ouvir aquele riso inconfundível à palerma do 5º ano.

Playmobil: gfawemxcsmfmeiwehyr238423w'efso (frases indecifráveis). HEHEHE!

Pedro: ...

Playmobil: Isto agora, mais um quarto de hora, meia horita, e consegue tirar a máquina daí. Mas veja lá, ó amigo, quer uma ajudinha? Assim já isso ia num instante.

Pedro: Eu até aceitava a ajuda se tu conseguisses chegar aos pedais como deve ser e ver a estrada ao mesmo tempo.


Entrei no carro, rodei a chave, fiz pisca e vim-me embora. Tinha acabado de insultar um anão. Não dizem que há uma primeira vez para tudo?

4 comentários:

Meio Cheio disse...

E agora vais para o inferno por ter insultado um anão...e ele vai lá estar por ter a mania que é esperto...a eternidade a aturar o teu "amigo"? Estarei por lá para ver...muahah xD.
Estou solidaria contigo e com os centimetros roubados...tiram-me do sério.
Começar a andar a pé é a solução =P
Boa semana*

Anabel M disse...

anão imbecil também merece ser insultado. E já agora um insulto como deve ser, directo e no alvo. Boa!

earlymorningtalk disse...

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhh
lindo x)

Cláudia disse...

Detesto esses gajos armados em espertos.
E quando são as mulheres a estacionar e quase que fazem apostas em como a mulher não estaciona???

Grrrr