sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Adenda ao post anterior

Quando eu não tinha namorada, estava seguro de que a minha qualidade de vida iria aumentar se eu comesse o pito à Scarlett Johansson. Agora é um bocado irrelevante porque a chicha que tenho lá em casa é bem gostosa, mas naquela altura sabia que aquele seria o rumo certo a tomar para alcançar a felicidade.

O problema sempre foi:

QUE RAIO É QUE EU FAÇO PARA ME ESTATELAR AO COMPRIDO NA PARDALA DA SCARLETT?

E é um bocado este o problema da oposição.

Temos de dinamizar a economia!
Temos de diminuir o desemprego!

E temos de x e temos de y. A partir daí, chavões vagos à parte, ninguém tem uma receita com detalhe ao nível de roteiro do google maps que permita lá chegar. O como (concreto e inequívoco, já agora) é que ninguém o consegue cuspir. Até porque se soubessem, já o tinham feito nos mandatos anteriores.

Assim como a minha namorada não se podia chatear comigo porque eu já teria comido uma data de gajas famosas antes de as trocar a todas porque ela tem mais a ver comigo. Passado é passado.

A malta precisa do guito é agora. O dente tem mesmo de ser desvitalizado. Preocupem-se com a prótese depois.

Sem comentários: