quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

50/50

A minha namorada é advogada. Quanto mais tempo passamos juntos, mais gosto dela e menos de direito.

6 comentários:

Wild Things disse...

A minha irmã está a estudar direito, já no último ano. Já estou farta de ouvir aquela merda.

A info-excluida disse...

Um bom homem.

S* disse...

ahahah É natural, o direito é chato e complexo.

Pedro M. disse...

Expliquei-me mal. Complexo é matemática. Direito é apenas estúpido. A Dona Justiça é cega, surda, virgem, tem sarna e tirou o 6º ano nas Novas Oportunidades. É uma espécie de Cátia da Casa dos Segredos mas com mais estrabismo e menos virgindade.

Dulce disse...

O Direito não é um monstro como todos costumamos pintar... É essencial à ordem da sociedade e cada um de nós devia conhecer a Lei, pois desconhecê-la não aproveita a ninguém... Acho até que no ensino obrigatório a diciplina de introdução ao Direito devia ser obrigatória e seria bem útil, pois há gente que não tem a menor noção de como funciona a nossa ordem jurídica...

A Justiça, essa sim, é um monstro de sete cabeças, sobretudo em países em que o Direito não foi sendo actualizado e adequado à evolução da sociedade, como acontece em Portugal. Nós, que fomos beber a génese dos códigos à Alemanha, ficámo-nos por aí, enquanto eles souberam adaptar-se. Temos prescrições, temos fugas do segredo de justiça todo o santo dia, temos lacunas, temos interpretações 'ao Deus dará' e temos uma Justiça lesta... isso sim, é uma tristeza.

Pedro M. disse...

A Dulce conseguiu dizer o que eu penso sem ser boçal. Go figure.