terça-feira, 31 de maio de 2011

Juro por todos os santinhos.

Tenho sido inundado de e-mails acerca da possibilidade de eu ter sido parte integrante da perda da virgindade de Margarida Menezes.

A verdade é só uma: mais rapidamente me apanhavam a enfiar a pichota numa colmeia do que ali.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Resposta errada.

Então Nossa Senhora perguntou: "Quereis oferecer-vos a Deus para suportar todos os sofrimentos que Ele quiser enviar-vos, em ato de reparação pelos pecados com que Ele é ofendido e de súplica pela conversão dos pecadores?". -"Sim, queremos". - "Ides, pois, ter muito que sofrer, mas a graça de Deus será o vosso conforto".

Jackasses.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

O milagre da Fátima

Cheguei a casa mais cedo do que o habitual. Só tenho de sair de novo daqui a umas duas horas.

Encho uma taça com gelatina de pêssego e ligo a televisão. Por sorte, estava mesmo a dar o programa que me apetecia ver, o Especial Fátima da Praça da Alegria.

Senhora idosa, com poucos estudos, é entrevistada acerca da razão de ser peregrina. Veio para agradecer a nossa senhora de Fátima. E porquê, pergunta Jorge Gabriel? Porque tem um marido com Parkinson, uma filha com esclerose múltipla, e ela própria tem problemas de locomoção e diabetes. Engraçado não ter abordado o problema da fraca escolaridade, de oportunidades na vida e sentido crítico. A nossa senhora é uma segunda mãe para ela, segundo conta. Olha que mãe do caralho. Se eu tivesse contactos em lugares de poder, não tinha de ir dar formação à noite, de modo a poder financiar os gostos caros da minha namorada (sim, porque não é com a minha fraca figura na cama que isto vai lá).

Como esta história, muitas outras são mostradas. A fé desta mulher, perdão, as fezes desta gente toda, são um catalisador para que eu fique emocionado durante um bom par de minutos. Tão emocionado que vou mudar de canal e repetir a dose de gelatina. Chamemos-lhe um gesto de penitência.

PS: Quem achar que não há uma forte correlação entre habilitações académicas/nível cultural e crenças religiosas, no sentido da inversa proporcionalidade, é um bidé mal lavado.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Hell Centers

- Bom dia. Estou a falar com o senhor Pedro M.?

- Sim, é o próprio.

- Daqui fala a Não Sei Quantas do banco #!$. Estou a ligar-lhe para lhe fazer umas perguntas acerca do seu grau de satisfação com o banco. Seria oportuno conversarmos?

- Uma coisa é certa: o meu grau de satisfação com o banco acaba de baixar consideravelmente só pelo facto de me estar a chatear a estas horas.

- ...

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Primeiras vezes

- Mas isso é porque eu te amo.

- Porque tu o quê? O que é que tu disseste?

- Err... Porque eu gosto de ti.

- Naaa, não foi isso que tu disseste. Havia uma palavra começada por "a".

- Porque eu te adoro...

- Era uma palavra mais pequena começada por "a".

- Porque eu te ato?!

- Deve ser isso. Sabes, eu também te ato.