segunda-feira, 5 de março de 2012

Portugal - República da Irlanda

É tão giro ver as duas selecções a disputar o Mundialito de Futebol Feminino. Elas sabem que aquilo não é futebol a sério, mas mesmo assim continuam-se a esforçar, como se estivessem dentro de um sonho. É ver aqueles totós e rabos de cavalo a dar a dar... Enternecedor. Eu até acho que estão mais do que 11 em campo em cada equipa. As treinadoras devem ter decidido que o que é importante é participar, e que algumas das meninas suplentes iam ficar tristes se não jogassem... Também ninguém nota.

Preocupa-me é o jogo ser feito a esta hora, tão em cima do jantar. É que entre cumprimentarem-se todas no final do jogo (dois beijinhos a multiplicar por não sei quantas jogadoras...), tomar banho e chegar a casa, são uma data de maridos e filhotes que ficam sem papinha.

Olha, golo de Portugal. Força País Lindo (Pedro M. corre pela casa à procura de pompons e um glosszito cor de rosa)! Foi a Ana Gomes que marcou. Parece que seguiu as pegadas da Sara Norte e foi jogar para Espanha, à procura de uma maior projecção. Oxalá o consiga fazer sem ser apanhada.

3 comentários:

S* disse...

ahahah Que machismo!

Clara disse...

acho que as que jogam à bola não têm maridos. reza o esterótipo que são todas fufas.

Tânia Fortunato disse...

és ruim