sexta-feira, 6 de julho de 2012

Pesadelo em Blog Street

Demorou muito tempo a perceber que era um sonho. As pistas eram óbvias, mas o cansaço da noite anterior teimava em não as querer revelar, toldando-as num misto de rebolanço na cama e baba na almofada.

Devia logo ter percebido quando dei por mim a frequentar um workshop acerca de como tornar a minha imagem o mais indicada possível para diversos empregos possivelmente pretendidos e o Arrumadinho não era o formador (mais: estava lá para aprender). Eu nunca faria isto. Eu iria a um workshop para o dar, nunca para o receber. Tenho um certo complexo de superioridade que advém do facto de não ter recebido carinho suficiente em criança (até aos meus 9 anos o meu berço era uma embalagem gigante de Tide que tinha vindo de americanos destacados na base das Lages) e querer, portanto, ser sempre aceite, armando-me em bom para compensar.

Os meus colegas de formação eram todos bloggers. Uns mais conhecidos, outros menos. Tínhamos a Pipoca dos Saltos Altos (aquela que não lançou um cd, não tem uma loja, não tem um perfume, não tem um almanaque comboniano, não organiza eventos, não foi à Lua, não participou num filme do Manoel de Oliveira, não vai à Rússia três vezes por ano, não apresenta um telejornal e não cria chiuauas para exposição, mas que ainda assim consegue ser simpática que nem ela), a Pólo Norte (eu juro que I <3 Pólo Norte mas não curto o Natal e mais depressa passava a ser do Benfica do que me punha a mandar postais ou a pedir a crianças no Burundi para segurar folhas A4 a dizer o óbvio já supracitado, já que quem não gosta da Pólo Norte ou é estúpido ou gaja) , o Róbene (gajo engraçado como eu, que também não se esforça para ser lido e ter seguidores , sendo por isso o único blogger com IQ  >90 com quem eu posso competir em termos de visualizações), o Tolan (que é, na realidade, um alien da Guerra dos Mundos, já que não se joga Battlefield, se bebe whisky e se escreve um romance acerca de gajas, charutos, poker e Battlefield com apenas dois braços), a S* (que foi mandada para a rua uma vez porque não parava de falar na sua relação perfeita e no amor e no escorredor de loiça que tinha comprado para a casa de banho porque já iam em três serviços de chá porque um não chegava e eram tão lindos e foram comprados com tanto amor e na cozinha já não havia espaço para tomar banho e para amor), o já referido Arrumadinho (Deus na Terra, embora eu seja ateu) e mais uns outros. O Alfaiate Lisboeta nesse dia tinha tido falta porque achou piada à bata e chinelos de uma contínua grávida e mamalhuda (embora não se soubesse se a origem do mamaçal era da condição que o futuro rebento proporcionava ou se já era rebentação sucedida na puberdade) e ficou a tirar-lhe fotos em poses várias (e vadias), enquanto a tentava levar para a cama e perceber se era suficientemente viril para fazer um irmãozinho ao nascituro em condições de improbabilidade biológica  (dizem que conseguiu, e eram gémeos).

Eventualmente, a formadora, que era uma espécie de Teresa Guilherme meets Maya meets Paula Bobone meets Marianinha mas sem o meets, lá nos deixou ir ao intervalo para bebermos um cafezito e mandarmos uma mija, uns de pé e outros sentados (só não me perguntei de que forma cada um o fez; fica a dúvida).

No sonho, fiquei na mesa do Arrumadinho, mesmo à frente dele. Não é que o tipo foi genuinamente simpático, sendo que os conselhos que deu se revelaram bons conselhos (já sei como fazer para o puré de batata não colar e ficar mesmo cremoso)? Assim como há quem lhe dê demasiado crédito, há outros tantos que pecam exageradamente por defeito.

Foi demasiado. Acordo sobressaltado, envolto numa cascata de suores frios, a repetir a frase "afinal o Arrumadinho é porreiro, afinal o Arrumadinho é porreiro", vezes e vezes sem conta. Apalpei a cama. Por sorte, não me tinha mijado. Era apenas mais uma noite mal dormida. Mais um bocado e tinha-me convencido a comprar uns óculos de massa, e de que o PES é melhor do que o Fifa.

Tenho de parar de beber leitinho quente com mel antes de ir dormir.

7 comentários:

S* disse...

ahahah

Ai meu deus, tu és tão engraçado, que nem se pode levar a mal o facto de gozares comigo à descarada. :P

(dis)Grace disse...

que panóplia de malucos com q tu foste sonhar! :P

Miss S disse...

Muito bom! (claro que lamento pela noite de insónia...) E experimenta tomar o leitinho com canela em vez do mel ;)

Hipster Luke disse...

O PES em vez do FIFA? Sem comentários...

Pipoca Mais Picante disse...

Pedro, o menino faz-se, este post deveria ser galardoado com um Oscar (ou com um desses colarzinhos que os blogs da moda recebem)

(dis)Grace disse...

Inception é o que eu tenho a dizer. Depois de ler este post, sonhei com a Polo Norte. Ela e a sua barriga de 8 meses e eu numa casa de campo a beber leitinho de madrugada, na cozinha. Bff's autenticas.

Gasper disse...

Ahahah o que eu me ri!

(A embalagem de Tide não terá vindo da base das Lajes?)