sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Suplemento alimentar precisa-se

Tenho uma cadela hospedada cá em casa por uns dias. É muito simpática, calminha e bem educada, mas tem um problema: caga-se.

É claro que as mulheres também se cagam, e não é por isso que deixamos de andar atrás delas. A diferença é que, se eu não mexo na minha merda, muito menos vou mexer na merda dos outros.

Achei que a coisa se controlava até mais daqui a bocado. Moro perto de uma escola, outro sítio cheio de animais. Se levar a cadela à rua depois da escola terminar, a probabilidade de verem o meu olhar de desprezo enquanto a cadela caga onde bem lhe apetecer, sem que eu me digne a limpar, é bastante mais diminuta.

Mas não, vamos ignorar os sentimentos do Pedro. A cadela começou a pedir-me, delicada mas insistentemente, para ir à rua. Vá lá, ao menos sabe que eu a mato se ela se borrar aqui em casa.

Afinal parecia não ter vontade. Parecia, até chegarmos ao portão da escola, onde outros pais vinham buscar as suas crias para as passearem. Cagou-se toda pelo meio da estrada sob o escrutínio de vários meninos. Alguns deles, se antes exibiam um olhar enternecido perante o porte altivo mas doce da cadela, rapidamente passaram aos esgares de nojo. Só para verem como a coisa foi má, até um menino pretinho ficou ligeiramente incomodado.

Achei que a minha reputação seria mais prejudicada se não desse serventia ao produto intestinal do bicho. Não tinha era ideia de que a coisa estava tão mole. Apanhei os dois bocados maiores (estava tudo espalhado por todo o lado, parecia os momentos mais viscerais do Rambo 4), fazendo de conta que não tinha visto o resto, e segui viagem. É que os sacos têm um certo limite volumétrico e eu não queria ter de passar ácido clorídrico nas mãos quando chegasse a casa, na esperança de as conseguir desinfectar.

Venho, portanto, perguntar se alguém conhece alguma merda que eu possa por na comida para a merda do cão ficar dura como aço. Não tenho grande problema se for algo que lhe afecte a curto prazo a esperança média de vida. Pelos vistos, os donos também não, ou não a teriam deixado comigo.

7 comentários:

S* disse...

Supostamente, se só comer ração - e a ração for boa - caga enxuto. :P

Pedro M. disse...

Pois. Andaram-na a habituar com patés e merdas que nem nós cá em casa, que somos humanos, comemos. Mariquices :p

AC disse...

A minha só come ração e só caga charutos... duros que nem pedra.

DFM disse...

Não vale a pena inventar. Ração para cima da bicha que ela amaina a descarga!
Abraço e boa sorte!

A tua Kika Preferida disse...

Ai de ti Pedro Manuel, ai de ti.

Não devolvas a Bicha intacta, não que vais ver se não te atiço o casal maravilha.

Be aware mister, be very aware.

A tua Kika Preferida disse...

esqueci-me da virgula a seguir ao não.
Gaita, man!

Anónimo disse...

Gostei muito da referencia ao menino
preto. Faz-me pensar nas sua qualidades humanas e nos meninos
brancos que so encontram forma de sobreviver na terra dos pretinhos!!!