quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Dedicado à S*, para quem o humor tem limites e há que ter respeitinho

Hoje cheguei a casa do trabalho um pouco mais cedo do que o habitual e, sem querer, apanhei a minha filha a masturbar-se com um pepino.

- Filha, que nojo! Não tens vergonha? É que eu ia comer isso hoje à noite e agora vai ficar a saber a salada.

6 comentários:

S* disse...

Oh pah, tu não existes.

Juro que tive de ler duas vezes para perceber a ilegalidade da piada. ahahah

Pedro M. disse...

Agora imagina: esta é das mais fraquitas :P

Pólo Norte disse...

É confrangedor. ;/

Só por isso vou-te enviar um postal pintado com a boca. Do corpo. :P

Pedro M. disse...

O que importa é ser pintado com coração, sua malvada.

Pólo Norte disse...

Tenho mamas para isso, maroto!

Xuxi disse...

olha que um postal pintado com o cú duma bicha talvez desse uma obra de arte impressionista, mesmo em escala pequena de 2 por quatro...
não se substime o poder de um postal nem de um pepino...