sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Rui Veloso had it all wrong...

Não se ama alguém que não é da mesma cor política.

Evolução dos reality shows em Portugal

2001 - Big Brother, TVI


Enredo:

TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER? TAJABER?

2012 - Secret Story 3, TVI


Enredo:

MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO! MANO!

Só estou à espera...

...de saber qual é a marca que está por trás daquela palhaçada da Diana do banco de jardim, para poder exercer o meu direito de não a voltar a comprar.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Greve geral

Fazer uma nova edição da Casa dos Segredos é o mesmo do que fazer uma greve dos transportes, mas só que com putedo. Há gente por todo o país que agora ficou sem alternativa e tem de recorrer aos seus próprios meios para chegar ao destino.

domingo, 16 de setembro de 2012

Eu não fui à manifestação...

... porque não cumpri os requisitos mínimos da malta que mais admiro e que foi. Não tenho um iPhone, ando com algum deficit de estilo, não tenho feito férias em lado nenhum de jeito e não andei antes às compras na Vogue Fashion's Night Out.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Suplemento alimentar precisa-se

Tenho uma cadela hospedada cá em casa por uns dias. É muito simpática, calminha e bem educada, mas tem um problema: caga-se.

É claro que as mulheres também se cagam, e não é por isso que deixamos de andar atrás delas. A diferença é que, se eu não mexo na minha merda, muito menos vou mexer na merda dos outros.

Achei que a coisa se controlava até mais daqui a bocado. Moro perto de uma escola, outro sítio cheio de animais. Se levar a cadela à rua depois da escola terminar, a probabilidade de verem o meu olhar de desprezo enquanto a cadela caga onde bem lhe apetecer, sem que eu me digne a limpar, é bastante mais diminuta.

Mas não, vamos ignorar os sentimentos do Pedro. A cadela começou a pedir-me, delicada mas insistentemente, para ir à rua. Vá lá, ao menos sabe que eu a mato se ela se borrar aqui em casa.

Afinal parecia não ter vontade. Parecia, até chegarmos ao portão da escola, onde outros pais vinham buscar as suas crias para as passearem. Cagou-se toda pelo meio da estrada sob o escrutínio de vários meninos. Alguns deles, se antes exibiam um olhar enternecido perante o porte altivo mas doce da cadela, rapidamente passaram aos esgares de nojo. Só para verem como a coisa foi má, até um menino pretinho ficou ligeiramente incomodado.

Achei que a minha reputação seria mais prejudicada se não desse serventia ao produto intestinal do bicho. Não tinha era ideia de que a coisa estava tão mole. Apanhei os dois bocados maiores (estava tudo espalhado por todo o lado, parecia os momentos mais viscerais do Rambo 4), fazendo de conta que não tinha visto o resto, e segui viagem. É que os sacos têm um certo limite volumétrico e eu não queria ter de passar ácido clorídrico nas mãos quando chegasse a casa, na esperança de as conseguir desinfectar.

Venho, portanto, perguntar se alguém conhece alguma merda que eu possa por na comida para a merda do cão ficar dura como aço. Não tenho grande problema se for algo que lhe afecte a curto prazo a esperança média de vida. Pelos vistos, os donos também não, ou não a teriam deixado comigo.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Quando é demasiado bom para ser verdade...

... é porque não é.

Um dos hobbies da Unida de Facto é ver casas. Está sempre à procura da próxima onde vamos morar, ainda que mal tenhamos chegado a esta. Já para mim, tudo está bem, tudo está óptimo, desde que a pressão do chuveiro não seja má. Aliás, por mim, testar uma casa, se os senhorios não achassem estranho, seria cagar para ver se o formato da sanita é muito propício a salpicar o cú, seguido de uma chuveirada para ver se o jacto por si só é suficiente para tornar alvo aquilo que deixou de ser imaculado.

Neste caso, até eu fiquei surpreendido. Não é que não goste da zona onde estamos agora, mas íamos ficar mais perto do centro de Lisboa, poupar dinheiro em gasolina, e as contas estavam incluídas na renda. O único pormenor estranho era o facto de o dono do imóvel ser estrangeiro. Tinha comprado casa para a filha cá estar, mas entretanto voltou para o país de nascença, deixando a casa desabitada.

Ela pulava de contente. Eu não pulava porque não é fácil para mim esboçar sentimentos. Talvez aconteça quando a Playstation 4 sair, mas neste momento nem tanto. Mas sim, também comecei a achar que aquela seria a próxima casa. Isto até reparar que ela dizia que tinha 58 anos, sendo que o email ERA DO HOTMAIL E ACABAVA apenas em xxxxxxx1960@hotmail.com. Para ela a parte estranha revelou-se no método de primeira visita à casa, entrega de chaves e pagamento, mas para mim o endereço de email é o espelho da alma.

As respostas aos emails de pedido de informações eram demasiado rápidas, e revelavam demasiado da vida privada, pedindo também para conhecer um pouco mais de nós, de modo a saber se seríamos bons canditatos. Isto até ao momento em que a patroa lhe pediu cópia do documento de identificação e contracto modelo para estudar o cenário. Ah, e de termos descoberto outras pessoas noutros países que denunciavam o mesmo género de anúncio também é capaz de ter ajudado. Não foi tão flagrante como o endereço de email, mas sim, ajudou.

Ao príncipio, e tendo a minha namorada pedido para a ajudar com o inglês, aquele que colo em baixo era o email que eu lhe queria mandar. Ela achou melhor não. Agora que descobrimos a verdade tenho pena de não o ter feito.


Hello Mrs Richardson:

Thank you for fast response. We like the house very much and we would like to move quick.

We promise to take good care of house. We have many hobbies but none of them very damaging to the space. I live with Pedro and we will be the main persons to live in your house. We like to run, to read, to sex and to watch TV. Pedro doesn't like to read very much, he likes more to sex.

I am 25 years and I am a lawyer. He is 61 and is a teacher in kindergarden. He would like to know if there is basement in the house. Is because he needs a safe place to store his daughter of a previous marriage. She doesn't like to  read or sex very much, but she has tried to run away a few times in the past. She likes running like us, at least. Nowadays we just laugh about it, but in those times it was hard to maintain the harmony inside house.

Don't worry about payment. Pedro almost always sells babies from his daughter. American parents usually love our products. When they don't, we send babies to China. Nike is like the military service. When you don't have perspectives in life, you go there. They pay little, but what you expect from three year old girl who only sows twenty two pairs pairs of Air Jordans in a hour?

When you come visit us we make dinner for you. Do you like vietnamese food? Mr. Phung's mother-in-law just died and we have plenty of her in fridge. Tastes just like chicken, I promise. Pedro is good cook and have fun cooking.I mostly take care of vegetables. Gotta be healthy, right hahahahaha? =)

Hope to hear more from you and see more from you too.

All the love in the world,

A. and Pedro.

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Parvoolimpicos

Cenário:

Eu e a unida de facto corremos alegremente (not, suplício) na zona onde moramos, como é habitual (not, é quando calha) no nosso treino de fim de tarde. Na última volta, apesar de estarmos com os bofes meio de fora, costumamos fazer uma corrida.

Eu - Corrida?

Ela - Sim, a contar a partir do próximo candeeiro.

Começa. Ela vai por dentro e ganha vantagem. Eu abrando na curva porque as solas dos ténis já não estão famosas (nunca mais sigo as sugestões dos looks por menos de 100€), e não me quero espetar na areia da curva, indo com os cornos às pedras.

Asfalto. Começo a desenvolver a minha velocidade fenomenal, quando ela já dava a coisa por garantida. Ultrapasso-a, para não mais perder a liderança.

Ela - EI, ISSO É BATOTA!

Eu (a arfar) - Porquê?!

Ela - As tuas próteses são mais compridas do que as minhas.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Bullshit



E é por isto que uma criança não deve sair cedo da escola. Marcelo fê-lo, e aqui se vê o bonito resultado.

Ainda que argumentar a favor da tourada seja estúpido, ao mesmo nível de ganhar uma torradeira no Preço Certo, há melhores argumentos do que este. Ou então o Marcelo tem razão. Vamos experimentar dar-lhe um pontapé no meio da rua e ver se ele investe sobre o castigo. Ah, e está provado que o touro não sofre assim tanto quanto as pessoas pensam, ainda que se veja o sangue a correr depois de lhe espetar ferros. Quem o provou foi um primo do Marcelo, que é cientista numa ganadaria. E pronto, estes dois pontos para ele são o essencial.

Para mim, o essencial, era que ele tivesse concluído pelo menos o 12º ano. Talvez falasse e raciocinasse tão bem como monta. Ou melhor.