quarta-feira, 13 de março de 2013

Não há baby blogs

Quando uma blogger diz que vai criar um baby blog, está apenas a tentar atirar areia para os olhos dos leitores, sendo esse, ironicamente, o único meio que temos disponível para captar os seus conteúdos.

Uma mulher não cria um baby blog. Por definição, um blog feminino já é um baby blog, visto que serve meramente o propósito de retratar o caminho que se percorre até lá chegar, se é que ainda não se chegou lá. Os blogs de gaja são desprovidos de mariquice, mesmo quando ainda não têm filhos? Pois, raramente, não é? Então calma que a coisa há-de lá ir dar.

Quando um homem cria um baby blog para expressar toda a felicidade que vai dentro de si... enfim, não quero falar sobre isso. Vou limitar-me apenas a dizer que respeito todas as orientações sexuais, dar os parabéns, e seguir em frente.

5 comentários:

Ana disse...

Não tenho blog mas se o tivesse não seria um baby blog, podia estar cheio de mariquices mas baby blog? Fiquei ofendida, tenho dito.

O Peru Ressabiado disse...

Não, as mulheres não embicam todas para o acto e desejo de parir.

Snail disse...

Há uma diferença entre os blogues das que gostam de fazer bebés e as que gostam de 'fazer bebés' (sendo que a primeira não exclui necessariamente a segunda). Tenho dito.

Pedro M. disse...

Também não é caso para tanto. É apenas uma generalização tola. É o mesmo do que dizer que todos os padres e professores de educação física são pedófilos. Não acham que está explícito que há excepções?

Não amuem =)

Rosa Cueca disse...

Hey, não concordo totalmente, por motivos óbvios ;)
Mas acho a questão do baby blog um profundo exercício de assexuação.