sábado, 30 de março de 2013

Nem com uma flor?

Sempre me ensinaram que, a uma mulher, não se bate nem com uma flor. Se houver alguma chatice com outro homem, tudo bem, há ocasiões em que não há alternativa, mas nelas não.

Espanta-me nunca ter posto em causa esta regra e, só hoje, já um homem feito, me terem aparecido as primeiras dúvidas.

Como é que fazemos se um transsexual não nos dá escolha? Podemos andar à porrada? É que, por exemplo, se for um homem que tenha passado a ser mulher, é capaz de dar mau aspecto. Por outro lado, se for uma mulher que se tornou homem, não acham que está menos preparada do que a outra para levar (e dar) nos cornos?

1 comentário:

Ana Ricardo disse...

Isso é uma tremenda duma dúvida existencial! :D