domingo, 12 de maio de 2013

Se eu tivesse a certeza...

... de que o Paços de Ferreira fosse capaz de roubar pontos ao Porto no último jogo, o resultado de ontem seria perfeito. Como sportinguista, verdadeiro conhecedor daquilo que é sofrer, veria os benfiquistas completamente de rastos num jogo e o Porto de novo relegado ao seu verdadeiro lugar (todos menos o 1º) na última jornada.

Mas não. Paços de Ferreira está situado acima do Mondego e já fez neste campeonato tudo aquilo que tinha para fazer nesta (brilhante) época. Assim sendo, as suas cuecas irão ser gentilmente removidas, deixando a guarda descoberta para a visita penetrante do clube da capital do norte. O campeonato parece mesmo perdido lá para os lados da Luz.

No meio disto tudo, o causador da maior quantidade de comichão por centímetro quadrado de pele é Vítor Pereira, um excelente treinador adjunto que nunca mais na vida terá glórias parecidas a esta (a menos que permaneça em Portugal e no Porto, onde ele ou um macaco a dirigir o rumo táctico da equipa me parece a mesma coisa). Por mais que eu me ria com Jorge Jesus, a verdade é que fui inundado por um verdadeiro sentimento de pena à conta dele. Já o papagaio Vítor passou a semana a disparar salvas de disparates para o ar, saindo injustamente, ainda assim, a rir-se no final. Admira-se de que não lhe reconheçam valor, sendo que, para corrigir isso, bastava saber estar calado mais vezes.

Resta-me assim, e na impossibilidade do meu clube me vir a dar alegrias nas próximas semanas (e eu, até à semana passada, já me tinha contentado em ser do grupo de palhaços para quem a entrada na Liga Europa já faria esquecer o período mais miserável que o clube já viveu) torcer para que o Benfica ganhe ao Chelsea na próxima quarta-feira. Não apaga o jogo de ontem, mas considero um trofeu europeu superior a qualquer bibelot nacional.

Não é que sofra de anti-clubite. Não percebo é como alguém, não sendo adepto nem de um nem de outro, possa preferir o Porto ao Benfica, pelo menos tendo em conta as politiquices futebolísticas dos últimos vinte anos.

Pode ser que assim a época seja salva, ainda que o orgulho benfiquista esteja irremediavelmente ferido.

7 comentários:

Desnorteada disse...

Denota-se muita azia neste texto. :D

Aaron Suzaku disse...

aquele jogo deixou-me completamente desanimado (futebolisticamente falando). este ano o porto não merece mesmo, ganhar o campeonato. e tal como no ano passado, depois do bitó mandar uns bitaites ("podem encomendar as faixas", "sujinho sujinho") é quando o campeonato é virado.

é pena..
não acredito que o paços consiga ganhar ao porto, que sabe empatar. quanto ao chelsea, epá.

Anónimo disse...

Epá! tanta dor de cotovelo! Qual é o lugar, qual é? Sétimo???!!! Ganda clube.

Mou_PD disse...

Parabéns por este seu dote de escrita. Parece fácil mas é somente para alguns!

S* disse...

Eu até sou pela teoria de que o Paços pode ganhar algo ($) se aceitar perder de bom grado.

João Marques disse...

O Poema da Azia

Ó águia que voaste tão alto
Por essas terras em vão
Levaste um tiro do estoril
Foste morrer no dragão
E agora foste enterrado em Amesterdão.
é pena ver essa tua dor
Mas ainda vais levar no jamor

João Marques disse...

Eu não sei como é que o Benfica em tempo de crise não aproveita os descontos