sábado, 26 de julho de 2014

Os blogues...

...são, cada vez mais, uma espécie de paralímpicos da escrita, sendo que tenho um bocado mais de respeito pelos intervenientes de uns do que pelos outros. Há muito mais blogs do que havia dantes, remetendo os poucos que são bons para o limbo da qualidade. Aos velhos consagrados acabaram-se as ideias; nos novos que se põem em bicos de pés, engraxando sapatos nas caixas de comentários dos primeiros,  reconhece-se  aquela ingenuidade de quem acha que vem trazer algo de novo ao mundo, que tanto faz sorrir de ternura os mais esclarecidos.

Porque não acabam? Porque há quem viva disto, porque há quem pense que viva disto, e porque há quem pense que algum dia vai viver disto. Os outros, ou vivem na ilusão, ou olham para o seu blogue como um pequeno Schumacher. Nunca se desiste dele e honra-se a sua memória, ainda que se saiba que nunca mais vai voltar a ser o que era no início.

5 comentários:

A Mais Picante disse...

Eu acho que é porque nos divertimos..
Na verdade viver disto, devem ser uns dois ou três. O grosso das gentes, de uma maneira ou de outra, diverte-se.
(Anda muito desaparecido...)

A Mais Picante disse...

(e eu acho que escrever é sempre de valor)

Ana A. disse...

Óptimo Pedrinho, tu desculpa lá, mas o meu a cada dia que passa está melhor!

Pedro M. disse...

Picantinha: a minha vida não anda a ser muito excitante, ao contrário dos demais bloggers. Quando tiver putos, me engasgar num caroço de azeitona envolvido em rúcula, for de férias para a Amareleja no dia mais quente do ano com tudo pago, ou conseguir correr mais do que dois quilómetro seguidos, passarei a escrever mais. Prometo.

Ana A.: Quando há muito joio, uma pessoa passa a foice e vem sempre trigo agarrado, é uma maçada. As generalizações, mesmo quando a blogosfera portuguesa é uma merda generalizável, nunca estão isentas de injustiça ;)

Anónimo disse...

Ainda bem que alguns antigos subsistem mas há aqueles que se deviam engasgar, não num caroço de azeitona, mas em tanto veneno que destilam.
De vez em quando venho aqui ler-te, sigo alguns blogs e vou descobrindo uns e outros, a uns volto, a outros nunca torno a pôr os olhos. Raramente comento mas fui ler um blog após ter lido um comentário e fiquei com a sensação que há pessoas que se não existissem teriam de ser inventadas, outras que em existindo deviam ser decapitadas e os seus blogs banidos do planeta...
Mal por mal que se escreva dos putos ou das corridinhas, só lê quem quer, são uma espécie de revista cor-de-rosa deles próprios mas com gente mais desinteressante que "VIP's", agora ter tão pouco para dizer que tudo o que se diz é mal dos outros blogs, bem, isso ultrapassa-me.
E não, não tenho nenhum blog, só gosto de saltitar entre alguns e perder tempo com aqueles que acho mesmo sérios ou bonitos, ou as duas coisas, ou que me façam rir...