sábado, 13 de setembro de 2014

Expressão capaz de inundar de terror o mais rijo dos homens

- Amor, vamos à Vogue Fashion's Night Out?














Outra expressão do género é quando, durante as entrevistas, a entrevistada é sempre a típica tiazoca (tenha vinte ou quarenta anos) de voz afetada, que face a um pedido de avaliação do evento, diz sempre que é óptimo, que é uma noite giríssima cheia de gente gira e de glamour. Quando não é uma gaja é um tipo qualquer de pullover aos ombros, sapatos de vela e calças cremes tipo JSD/JS. A resposta é também blah blah "gente gira e glamour". Os meus intestinos estremecem de cada vez que oiço isto. É igual ano após ano após ano. Falam como se os pobres e os mal vestidos não tivessem lugar no mundo e esta fosse a melhor noite PORQUE SÓ SE VÊ GENTE GIRAAAAAAAAAAAAAAAH, TÁ A VER. Ao menos finjam que são gente decente e despreconceituosa, que é o que eu faço.

Se eu fosse repórter, não me focaria tanto no evento. Perguntaria antes qualquer coisa do género "a senhora usa o seu bidé regularmente" ou "que tipo de música gosta de ouvir quando faz cocó". Seria apenas um teste para ver o seu grau de surpresa e se saberiam reagir atempadamente. Temo que o resultado final não fosse muito diferente do observado e levasse com um "ai, adoro, só se vê gente gira com muito glamour".

Poderia alongar-me mais, mas estou atrasado. Vou passear um bocado ao Sunset Moscavide. Tchau, babes.

1 comentário:

S* disse...

Cambada de manientos.