terça-feira, 14 de julho de 2015

A regra dos 5 segundos, quando nasce, é para os dois lados

Imaginem que um conhecido vosso, seja um familiar, amigo ou colega de trabalho, vai à casa de banho. Não há assim muitas coisas na vida tão inevitáveis como esta. Teve de ir cagar, paciência; até a Catarina Furtado caga.

"Ah, ele está na casa de banho, vem já."

Por razões que só o acaso pode definir, somos confrontados com essa pessoa logo após o desempenho da sua função. Vocês conseguem apertar-lhe a mão de consciência tranquila?

A questão aqui não é o asseio, que eu até escrevo isto partindo do princípio de que a pessoa é limpinha. O que não dá para esquecer é onde é que aquelas mãos estavam há não tão poucos segundos assim atrás. Cagar é pelo cu (menos no Dr. House), e não conheço artista que cumpra todos os passos sem ter andado lá com as mãos.

Assumindo que me dão alguma razão (acredito que muita gente, não tendo pensado ainda nesta problemática, tenha ficado sensibilizada para ocasiões futuras), qual será a margem aceitável para nos sentirmos de novo confortáveis ao cumprimentar alguém?

Catarina, não obstante toda a simpatia, beleza e talento, voltamos a falar daqui a uns trinta minutos e umas duas lavagens, ok?

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Não há nada mais japonês...

...do que bailarinas com trajes tradicionais e o logotipo do Lidl nas sombrinhas.

Sushi "Fest" Oeiras

Em memória de todos os que pagaram bilhete (especialmente aos que compraram logo para os três dias) para ir ao Sushi Fest Oeiras, façamos um minuto de silêncio.

AHAAAHHAHAHAHAH! Não consigo ficar tanto tempo calado com banhadas destas. Um evento destes só é bom para quem é "famoso" e vai à borla para a zona VIP, ou para quem não gosta de música portuguesa, já que não viram o concerto, com tanto tempo passado nas filas à espera de uns bocaditos de peixito.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Nem sempre é bom saber línguas

Martunis, o menino que em 2004 sobreviveu a um tsunami na Indonésia, tendo sido encontrado após 19 dias apenas com a camisola da selecção vestida (parece que não era o Rui Costa que era bom, mas que o 10 das quinas é que dava poderes especiais), foi anunciado como jogador do Sporting Clube de Portugal. Martunis, agora com 17 anos, vai integrar o plantel sub-19 da equipa de futebol, tendo a oportunidade de treinar e jogar naquela que é uma das mais conceituadas academias do mundo.

Isto devia ser o expoente máximo do sonho tornado realidade, suplantando qualquer definição de sonho americano. Mas não, o facebook inundou-se de piadinhas reles contra Martunis e contra o Sporting Clube de Portugal, instituição que acaba de celebrar o seu 109º aniversário. Caso Martunis fosse fluente na língua portuguesa, acredito que, nesta altura, tivesse voltado ao seu país de origem completamente lavado em lágrimas com a chacota de que foi alvo. Assim, ajudado pelo seu intérprete, limitou-se a mostrar o seu agradecimento na apresentação à imprensa. Isto é humildade, e humildade é classe.

Não tenho dúvidas de que Martunis será importantíssimo no futuro do Sporting Clube de Portugal, tal como o Sporting Clube de Portugal será importantíssimo na vida de Martunis. A minha única questão para este vitorioso sobrevivente seria: gostas mais de duche ou de banho de imersão?